quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Um livro de pensamentos...

No Verão trouxe de casa dos meus pais, alguns livros e cds que ainda deambulavam pelo meu quarto. Hoje, ao arrumar uma estante, caiu sobre os meus pés: o meu livro de pensamentos. Nunca escrevi diários, mas em adolescente/universitária tinha um caderno onde apontava os pensamentos que mais me atraiam nos livros que lia. 
Não resisti a sentar-me e folhear este caderno e ler e reler palavras de filósofos, poetas, músicos, políticos e mesmo de anónimos. As palavras destes autores fizeram-me voar pelos livros que li, pelas emoções, pelos sítios que viajei, pelos sítios onde li estas palavras, pelos desígnios que originaram a criação deste blog.... Ri-me, emocionei-me e apontei mesmo algumas frases para aplicar nos dias mais próximos. Senti que este caderno têm de voltar para a minha secretária.....

Hoje, aos 33 anos, não tenho tempo de acrescentar novos pensamentos ao livro, mas quem sabe não será uma resolução para o ano de 2018? Conforme os dias passam, as rugas aparecem, a maturidade aumenta e concluo que quem tem razão é Ricardo Reis: " Senta-te ao Sol. Abdica e sê rei de ti próprio".

Bj utópico
Dri 


quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Só nós dois é que sabemos.....

Há noites que são longas!
Há ausências que demoram o equivalente a um mês, mas só nós dois compreendemos as torturas e os desejos.... Por isso, como canta Tiago Bettencourt: " Que falem não nos interessa, O mundo não nos importa, O nosso mundo começa, Dentro da nossa porta.!


Bj utópico
Dri

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Filhos....

Todos os dias, o Alexandre transporta para a nossa vida uma serie de historias e aprendizagens novas. Cada dia que passa que acredito cada vez mais nas palavras de Madre Teresa de Calcutá:



Bj utópico
Dri

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Anda comigo ver os aviões....

Sem dúvida que é a música perfeita para ouvir estes dias no Porto com o Air bull Air Race nos nossos céus....

Bj utópico
Dri

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Os três anos do meu bebé

O dia amanhece com a tua voz: "acorda que é dia"... e respondo: Sim meu bebé... e a resposta dele: "eu já não sou bebé. Eu sou forte e crescido".

Hoje que completas o teu terceiro ano e influenciada pelas milhentas vezes que já vimos juntos o Dumbo, lembrei-me da música do filme: Meu bebé. Alias conforme canta a mãe do Dumbo, espero que continues a brincar, a aprender e a sorrir sempre com esses olhos a cintilar, sedentos de magia e com essa capacidade de sonhar.
Fica a música para quem não conhece:



Bj utópico
Dri


segunda-feira, 28 de agosto de 2017

O filme Cars 3, o idadismo e a igualdade de género.

Apesar de o Alexandre ainda não ter completado os três anos, tendo em conta a magia dos filmes da Disney, arriscamos e fomos com ele assistir ao filme Carros 3. O som das corridas, a cor dos carros, as pipocas, o ecrã, a sala.... foram todos fatores que o fascinaram e que permitiram acrescentar mais uma experiencia nestas férias de Verão.

No entanto, por defeito profissional, no regresso a casa (com o pequeno já a dormir na cadeira), encetei uma conversa com o meu co-piloto (no carro, no casamento e na educação do Alexandre) sobre as mensagens subliminares do filme: o idadismo e igualdade de género.

Na verdade, o idadismo define-se como uma atitude preconceituosa e discriminatória com base na idade, sobretudo em relação a pessoas idosas. Se analisarmos o filme ao pormenor, alerta para o idadismo no mundo automóvel. Durante o filme, podemos extrair imensas expressões com associações a discriminação com base na idade e consequentemente na capacidade para correr. No entanto, a Disney, no fim do filme, tenta inverter esta atitude transmitindo a ideia que os idosos são sujeitos cheios de saber, de conhecimento e que nos podem mostrar outras realidades ou mesmo ensinar outros truques.

Quanto a igualdade de género, hoje em dia, o mundo acordou para esta vontade de igualar os direitos dos homens e das mulheres. Efetivamente no mundo automóvel, é um mundo onde ainda existe muita discriminação e esperemos que com este filme as mentalidades de meninas e meninos de todo o mundo reflitam sobre o assunto. Porque mais importante que impor uma opinião, uma posição é refletirmos sobre elas.

Ou seja, as vezes mais vale correr na praia que na passadeira..... (quem viu o filme vai entender... se não viu, passe no cinema e aproveite).

Bj utópico
Dri

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Um clique da máquina fotográfica....

Esta semana recebi a encomenda da Hoffman com o álbum das fotos dos dois primeiros anos do Alexandre. Abri a encomenda e rapidamente, em conjunto com o pai, sentamo-nos a ver as fotos e a recordar os momentos.....

Vivemos num mundo rodeado de "gadgets" que nos permitem fotografar todas as expressões ou mesmo todos momentos, mas as memórias, o toque, o cheiro e as sensações desses momentos é que prevalecem e consequentemente nos remetem para a felicidade.


Alias, se me perguntarem qual é a minha foto favorita? Provavelmente responderei aquela que vou tirar amanhã pois todos os dias há novos momentos para capturar.

Como li algures: “A fotografia é uma lição de amor e ódio ao mesmo tempo. É uma metralhadora, mas também é o divã do analista. Uma interrogação e uma afirmação, um sim e um não ao mesmo tempo. Mas é sobretudo um beijo muito cálido.” Henri Cartier Bresson

Bj utópico
Dri